Relatos de Experiências

Conheça relatos de experiências de pessoas, em que a filosofía da Seicho-No-Ie mudou suas vida.

Relato de Adriano Reis Soares

Eu chamo-me Adriano Reis Soares tenho 60 anos conheço a Seicho-No-Ie desde Setembro de 2007.A minha vida se modificou quando mudei a minha maneira de pensar, falar e agir. Conheci a Seicho-No-Ie através da minha esposa que me apresentou o Prf.Afonso Monteiro que se encontrava em missão da Seicho-No-Ie em Portugal. Ficamos muito amigos foi ele que me deu a conhecer a importância e o valor do ser humano e a ligação que temos com Deus.

Em setembro de 2012, comecei por sentir um peso na minha bexiga com dificuldade em urinar mas sentia este peso só de manhã durante o dia tudo normal, andei assim duas semanas. Foi ao médico falar desse meu problema e ele mandou fazer uma ecografia inter-retal. No dia seguinte levei-lhe o exame ele me disse que tinha um câncer na próstata. Foi como se o mundo desaba-se na minha cabeça um turbilhão de ideias surgiam no meu cérebro cheguei mesmo a pensar em suicídio esse pensamento me perseguiu durante algum tempo.

Embora esse pensamento me perseguisse nunca deixei de fazer as minhas orações leitura da Sutra Sagrada Meditação Shinsokan oração do perdão para todas as pessoas que por ventura magoei e que eu fica-se magoado e entreguei a minha vida a Deus.

O médico de família marcou a consulta para o hospital de S.André em Leiria para o serviço de urologia. Num prazo de dez dias foi chamado para fazer todos os exames necessários. O médico que me atendeu no hospital de S.André de Leiria Dr.António Cravo foi ele que mandou fazer todos os exames, quando estava a analisar os exames me disse que tinha um câncer na próstata(o que eu já sabia). Me disse que tinha três opções: extração da próstata, raio laser, ou as sementes. O meu sangue estava limpo assim como os ossos também como havia só dois nódulos um de 12 mm e outro de 7 mm as sementes destruiriam os nódulos e poderia ficar bem.

Eu lhe disse então vamos para as sementes(num caso destes fica sempre ao critério do paciente e não dos médicos os médicos dizem o que se pode fazer e o doente decide).Só em caso extremo se não houver outra solução no caso de ter que se extrair a próstata. O médico disse-me que os exames iam ser enviados para o Instituto Português de Oncologia de Coimbra que no prazo de duas semanas seria chamado.
Enquanto todo este processo decorria continuei a ler Sutra Sagrada a fazer Meditação Shinsokan transcrevendo a Sutra par cadernos oração do perdão e assim me tranquilizei e entreguei totalmente a minha verdadeira perfeição de ser filho de Deus.
Dei entrada no hospital de oncologia de Coimbra dia 13/10/2013 fiz mais alguns exames necessários e no dia14/10/2013 ás 14h estava na mesa de operações ás 16h estava com as sementes colocadas na minha próstata. Tudo correu na perfeição porque todos estavam envoltos nas mãos de Deus e era nisso que eu acreditava. A recuperação nos primeiros quinze dias andei um pouco combalido mas a partir daí tudo andava mais tranquilo. Mas isso não abalou a minha fé em Deus e na minha perfeição. Sabia que era filho de Deus e que tudo iria se resolver de acordo com a sua vontade. Continuei a ler Sutras Sagradas, Chuva de Néctar da Verdade. Palavras do Anjo, Sutra para a Cura Espiritual e outros livros da Verdade da Vida e Meditação Shinsokan ainda com mais vontade e fé agradecendo a Deus pela oportunidade de poder resgatar algum carma negativo que carregava (sem estar a perguntar porquê eu?). Hoje estou bem estando ainda a ser seguido pelos médicos maravilhosos, pelos quais agradeço a Deus de os ter colocado no meu caminho. Agradeço também as todas as pessoas que me ajudaram com as vibrações de amor e com suas orações. Agradeço a Deus por fazer manifestar a Verdade em minha vida. Cada dia sou mais feliz e grato pela vida que jorra em mim e em todos os que me rodeiam. Muito obrigado a este maravilhoso ensinamento que nos mostra a Verdade da Vida.

Reverências muito obrigado
Adriano Reis Soares

Relato de Célia Marcia de Paiva

Reverencias, muito obrigado!
Eu chamo-me Marcia, sou preletora e hoje tenho 46 anos. Conheço a Seicho-No-Ie desde 1984 e minha vida se transformou desde então. Tenho imensos relatos de experiências de como minha vida se modificou quando mudei a minha maneira de pensar, falar e agir. Conheci a Seicho-No-Ie em 1984, por motivos de doença de uma tia que estava com Lupos e desenganada pelos médicos, hoje ela vive bem e com saúde.
Mudei-me para Portugal nos finais de 1999 e vivo em Coimbra. Sou muito feliz, pois tenho o melhor marido do mundo, dois filhos que são as luzes da minha vida e uma mãe maravilhosa que, devido aos ensinamentos, também mudou sua vida e sua maneira de ser, hoje somos verdadeiras e grandes amigas.
Em 2010, estava a sentir me muito mal, com formigamentos nas pernas e falta de forças nos músculos. Estava cada dia mais difícil trabalhar dessa maneira. Estava ficando sem forças para andar. Minha filha levou-me as urgências no Hospital da Universidade de Coimbra (HUC), onde o médico que me atendeu fez vários exames e depois veio me dizer que eu tinha um tumor na cabeça. Na hora fiquei sem saber como pensar pois fui me queixar das pernas e ele me disse que tinha um tumor na cabeça… Era um tumor na hipófise.
Passado o primeiro momento, respirei fundo e entreguei a minha vida à Deus. Agradeci e disse ao médico para fazer o que era necessário. Então realizamos vários exames e testes e a cirurgia foi marcada para Março de 2010.Foi tudo muito rápido.
Enquanto todo esse processo decorria, fiz a leitura diária da Sutra Sagrada e várias cópias das Sutras em cadernos e tecidos, fiz a Oração do Perdão a todas as pessoas que por ventura magoei ou com quem fiquei magoada. Assim fiquei tranquila e entregue totalmente à minha verdadeira perfeição, ser Filha de Deus.
Realizou-se a cirurgia e retiraram o tumor, que era benigno, em uma cirurgia muito tranquila que durou 9 horas. O médico disse ao meu marido, que tudo correu tão bem que não parecia que eu iria me submeter a uma cirurgia tão arriscada, pois poderia ficar cega ou com outras sequelas. Tudo isso porque todos estavam envoltos nas mãos de Deus, era nisso que eu acreditava.
A recuperação foi tranquila, fiquei 3 meses com o olho direito fechado, pois o tumor estava muito próximo do nervo dos olhos, mas isso também não abalou a minha fé em Deus e na minha perfeição. Sabia que era Filha de Deus e que tudo iria se resolver de acordo com Sua vontade. Continuei a fazer as cópias da Sutra Sagrada com mais vontade e fé, agradecendo a Deus pela oportunidade de poder resgatar algum carma negativo que carregava, sem ficar perguntando porque eu.
Hoje estou bem. Ainda estou a ser seguida pelos maravilhosos e atenciosos médicos, pelos quais agradeço muito a Deus por tê-los colocado no meu caminho.
Agradeço também a todas as pessoas que me ajudaram com as vibrações de amor e com suas orações. Muito obrigado à Deus por fazer manifestar a Verdade em minha vida.
Cada dia sou mais feliz e grata pela Vida que jorra em mim e em todos que me rodeiam.
Muito obrigado a esse maravilhoso e profundo ensinamento que nos mostra a Verdade da Vida.

Reverencias, muito obrigado
Célia Marcia de Paiva Pereira dos Santos

Relato de Maria Luísa Baptista

O meu nome é Maria Luísa Baptista dos Santos da Velha, tenho 63 anos, moro na cidade de Faro Algarve. Sou casada há 42 anos com Marcelo Oliveira da Velha e temos três filhos maravilhosos. Sou professora aposentada e dedico muito do meu tempo a este sublime ensinamento.

Conheci a Seicho-No-Ie no ano de 1997 quando o meu filho mais novo partiu para o mundo espiritual.
Eu estava desesperada, queria morrer. Foi então, que a minha amiga Rosa Candeias, levou à minha casa o preletor Afonso. Ele falou comigo, fizemos orações e logo me deixou mais serena.
Comecei a ler livros e revistas e enquanto lia, sentia uma tranquilidade imensa.

Quando a tristeza apertava, eu pegava imediatamente na literatura da Seicho-No-Ie e ao ler funcionava como um calmante.
Foi assim que eu fui estudando e praticando o ensinamento, lendo as sutras sagradas, os livros e as revistas e realizando a meditação Shinsokan todos os dias.

A filosofia da Seicho-No-Ie mudou a minha vida para melhor. Sou uma pessoa alegre, feliz, saudável e livre de todos os temores. Por esse motivo, me propus a transmitir esse ensinamento a todas as pessoas para que sejam também felizes como eu sou.

No ano de 2002, ao meu marido, que desde os 12 anos de idade sofre de epilepsia, foi-lhe diagnosticado um abcesso no cérebro. Foi submetido a uma cirurgia que o deixou inválido a 85%. Ficou totalmente dependente: pouco falava, não tinha diálogo, não se lembrava de nada, não tinha emoções, não tinha noção do tempo nem do espaço. Dormia quando o sono vinha e de noite chamava por mim. Isto aconteceu durante 12 anos. Eu não dormi uma noite seguida naquele espaço de tempo e muitas vezes passava noites em claro.
Ele dormia numa cama de grades para não cair e molhava-a quase todas as noites.

Só Deus e a literatura da Seicho-No-Ie me ajudavam a enfrentar a situação com serenidade, muito amor e sentimento de gratidão.
Sempre tive fé, enfrentando todos os obstáculos ciente de que os problemas surgem na vida para a evolução da nossa alma.

Os médicos diziam para eu ter paciência porque não havia mais nada a fazer pois o meu marido tinha lesões cerebrais irreversíveis e a epilepsia era incontrolável.
Durante toda a sua vida, desde que se revelou a doença, apesar da medicação, ele sempre teve crises epiléticas. Antes de ser operado, chegava a ter dez crises por dia e depois da operação ele tinha duas ou três crises por mês.
Eu acreditava nos médicos, que o problema não tinha mais solução e já estava conformada.

Há cerca de dois anos, quando me tornei preletora da Seicho-No-Ie, comecei a fazer reuniões em minha casa.

A preletora Elen Brito esteve a orientar uma das reuniões, a fazer uma palestra. Nessa altura, eu tive a oportunidade de lhe explicar a situação do meu marido. Ela perguntou-me se eu fazia a leitura da sutra sagrada como gratidão aos antepassados, eu disse-lhe que sim, mas que a situação do meu marido não tinha solução, uma vez que eu acreditava no que os médicos diziam.
Então a preletora aconselhou-me a fazer a leitura da sutra para os antepassados, e explicou-me que a epilepsia tem origem espiritual.

A partir dessa data fiz o que a preletora me aconselhou, acreditando que era possível o meu marido melhorar.

Passado algum tempo, comecei a observar a evolução positiva dele e cada dia me surpreendo mais e surpreende todas as pessoas que acompanharam a situação desde o início.

Não é possível colher no mesmo dia em que se semeia.
Passados 12 anos, o meu marido conversa, vê televisão, discute futebol, escreve no computador sem erros ortográficos, dorme toda a noite numa cama normal e não a molha, veste-se e calça-se, vai sozinho á casa de banho, lembra- se do passado antigo e recente, tem emoções e não tem crises de epilepsia.
Não está a cem por cento, uma vez que tem pouca audição e tem falta de equilíbrio, mas eu acredito que ele ainda vai melhorar com ajuda de Deus.
Agradeço a Deus, ao mestre Masaharu Taniguchi, aos meus antepassados e às pessoas que me deram a conhecer este ensinamento maravilhoso.

Muito obrigada!

Relato de Laura Monteiro

Cantanhede,21 de Abril 2012
Reverencias, muito obrigado

Me chamo Laura Monteiro, conheci esse maravilhoso ensinamento em 1983 no Brasil. Desde essa data sou praticante dos ensinamentos, e me tornei divulgadora em 2003 aqui em Portugal, aonde resido. Hoje em dia realizamos reuniões quinzenais em minha casa, aonde meu marido dedicou um salão para esse fim.

Tenho muitos relatos, mas hoje vou falar de um mais recente. Em 2010 me foi diagnosticado um tumor no estomago, depois de vários exames realizados sem nunca os médicos saber o que tinha. No momento que o médico me disse o que tinha neguei mentalmente. Mas também reconheci o meu erro mental de engolir as mágoas e os sentimentos negativos, na qual me causaram esse carma. No carro de
volta para casa soltei toda a rnáqoa e medo do momento, com palavras e lágrimas de arrependimento e assim acreditei que estava sendo retirado tudo de negativo, que até então carregava.

Com as orientações dos preletores, fiz diariamente a leitura da Sutra Sagrada “Chuva de Néctar da Verdade” para meus antepassados e também a leitura da Sutra Sagrada “Continua Chuva de Néctar da Verdade”, para a minha Imagem Verdadeira.
Comecei a fazer sessões de quimioterapia, que duraram cerca de 6 meses. Meus cabelos caíram mas graças as orações não tinha dor e muito menos os sintomas ruins do tratamento.

Agradeço profundamente as orações de todas as pessoas para mim, que com profundo amor recebi. Agradeço a minha Imagem Verdadeira que com esse episódio se manifestou perfeita e. harmoniosa. Compreendi que o perdão é uma força poderosa e nos ajuda a crescer muito espiritualmente quando colocado em prática. Então pratiquei a Oração de Reconciliação para mim e para todas as pessoas que me magoaram, e que por ventura eu tenha magoado.

Hoje me encontro totalmente perfeita e saudável, meus cabelos já
voltaram a crescer bonitos e saudáveis também.
Agradeço profundamente a tudo e a todos os filhos de Deus
maravilhosos, que se encontram em minha vida.

Reverencias a Deus e também ao Sagrado Mestre Masaharu
Taniguchi.
Muito obrigado, muito obrigado